[Fechar]

Header Ads

Família autoriza doação de órgãos de tenente assassinado após fuga no PB1

 
 
O tenente Erivaldo Moneta da Silva de 33 anos, morto após ser baleado durante uma troca de tiros com presidiários fugitivos do PB1, terá seus órgãos doados. A confirmação foi feita nesta terça-feira (11) pela assessoria de comunicação da Polícia Militar (PM).

O policial  chegou a ser socorrido  para o Hospital de Trauma da capital, mas não resistiu aos ferimentos. Por volta das 11h30 ainda de ontem, o boletim médico da unidade informou a morte do oficial.

O corpo foi velado nessa segunda-feira na Mortuária Rosa de Saron, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa e, em seguida, levado para o bairro Santo Amaro, em Recife, onde também será velado e sepultado nesta terça-feira (11).
 
 
PB Agora