Sem julgamento no STJ, Dinaldinho deve voltar em fevereiro de 2019 - Diário Patoense - Tudo sobre notícias, esportes e entretenimento

Diário Patoense - Tudo sobre notícias, esportes e entretenimento

O PORTAL DE NOTÍCIAS DO SERTÃO DA PARAÍBA

PLANTÃO

Home Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

novembro 07, 2018

Sem julgamento no STJ, Dinaldinho deve voltar em fevereiro de 2019

O prefeito afastado da cidade de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB), continua aguardando julgamento do habeas corpus interposto por seus advogados junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para retornar a governar o Município. Enquanto a ação não é julgada, Bonifácio Rocha (PPS) segue sendo prefeito interino de Patos.

Dinaldinho tenta vencer as cautelares e se desvencilhar de medidas que afastaram do cargo por 180 dias. Nas medidas tomadas para resguardar a edilidade estão: 1º afastamento do cargo de prefeito; 2º proibição de se aproximar a menos de 200 metros dos prédios públicos do Município de Patos e 3º proibição de se ausentar do Estado da Paraíba.

Nesta terça-feira, dia 06, houve movimentação no processo de Dinaldinho e com isso pode acontecer julgamento nesta quinta-feira (8), porém, já tem alguns meses que se espera uma posição que retorne o prefeito afastado ao cargo.

Acontece que mesmo sem julgamento de habeas corpus, a decisão do afastamento do prefeito Dinaldinho Wanderley se deu apenas por 180 dias. Se a ação não for julgada, o prefeito deve mesmo voltar em fevereiro de 2019 quando se encerra o prazo que afastou o gestor por supostos atos criminosos contra o poder público através do seu cargo, vindo à tona durante a Operação Cidade Luz.


Jozivan Antero – Patosonline.com

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here