Bolsonaro diz que não há crise e diz: "Não houve ditadura" - DIÁRIO PATOENSE - Tudo sobre notícias, esportes e entretenimento da Morada do Sol

Bolsonaro diz que não há crise e diz: "Não houve ditadura"


O presidente Jair Bolsonaro falou em entrevista ao Brasil Urgente, da TV Band, nesta 4ª feira (27.mar.2019), que não há crise entre o governo e o Congresso. O presidente mandou 1 beijo e 1 abraço a todos os congressistas.

“Da minha parte não tem briga, não tem problema nenhum. O que cobram de mim é a questão da interlocução, querem ser atendidos. Não tem como eu atender tanta gente”. Bolsonaro revelou que uma minoria dos congressistas pede cargos. O Planalto resiste em cedê-los.

Na semana passada, os critérios para nomeação de cargos comissionados foram alterados, exigindo que o pretendente seja Ficha Limpa e que tenha comprovada experiência e qualificação educacional.

Durante a entrevista, Bolsonaro demostrou que não mudará sua forma de articulação com o Congresso. Nos últimos dias, ele e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), trocaram ofensas via imprensa.

“Eu vi 1 parlamentar [Rodrigo Maia] falando que o meu governo é 1 deserto de ideias. Ora, meu Deus do céu, o parlamento quer comparar 1 com 594. Vamos fazer bons projetos na Câmara e no Senado para nós juntos tirar o Brasil da situação que ele que se encontra. Um abraço e 1 beijo todos os deputados (as) e senadores (as)”, disse.

O presidente disse que procurará Maia quando voltar de Israel. “Ele tem responsabilidade tanto quanto eu. Estão fazendo tempestade em copo d’água”, afirmou.

Bolsonaro viaja no fim de semana. O capitão reformado do Exército é o ocupante do Planalto no atual período democrático que mais viajou ao exterior nos 3 primeiros meses de governo.

PEC do Orçamento
O presidente afirmou ainda que que não tem “nada contra” –e que não pediu ao seu partido, o PSL, ser contrário– a proposta de emenda constitucional que aumenta o caráter impositivo do Congresso ao Orçamento, aprovada pela Câmara.

Por engessar o uso dos recursos da União, a proposta vai contra a do ministro da Economia, Paulo Guedes, de desvincular cada vez mais o Orçamento.

“Se for confirmado no Senado, mais ou menos R$ 8 bilhões nós teremos que dar para as emendas impositivas. Agora eu pergunto, quem tem mais condições de entender onde será empregado o dinheiro? Nós ou, por exemplo, o João Doria com seus deputados estaduais?”.

Ditadura
Entre outros assuntos, Bolsonaro voltou a dizer que não houve ditadura depois de 1964. “Temos de conhecer a verdade. Regime nenhum é uma maravilha. E onde você viu uma ditadura entregar o governo de forma pacífica? Então não houve ditadura”. “Que golpe foi esse?”, questionou.

Segundo relatório da Comissão Nacional da Verdade, a ditadura resultou em 434 mortes e desaparecidos. Entre essas pessoas, 210 ainda não foram localizadas.

Poder 360
Bolsonaro diz que não há crise e diz: "Não houve ditadura" Bolsonaro diz que não há crise e diz: "Não houve ditadura" Reviewed by Redação on 23:01:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.